terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Em menos de 24hs menor entra em outra residência.


Apodi - Hoje a tarde uma equipe do blog esteve na delegacia de polícia civil de Apodi para saber mais informações sobre o menor A. R. M. S. F, 15 anos, que ontem a noite praticou um delito em uma casa, o mesmo foi ouvido e liberado de acordo com as leis que regem o nosso país. Para a nossa surpresa, no momento em que estávamos conversando com os policiais chegou uma viatura da Polícia Militar com o mesmo menor que já tinha entrado em outra residência, na ocasião pessoas da casa pegaram e seguraram o menor até a chegada da polícia. O jovem subtraiu um celular e uma certa quantia em dinheiro (foi recuperado apenas o celular), o mesmo foi ouvido e liberado novamente, conforme manda a lei.

Nota: Gostaríamos de informar A TODOS que a polícia militar e a polícia civil estão fazendo a parte delas, cabe a justiça decidir o que fazer nesse caso.


*Gostariamos de ouvir sua opinião sobre esse caso, faça um comentário, não precisa se identificar (Faça anônimo). Pedimos se possível para que você caro leitor diga apenas a sua profissão, para que nós possamos analisar o que pensam os diferentes segmentos sociais.

Os melhores comentários serão publicados!!!!

37 comentários:

Anônimo disse...

Isso é uma vergonha porque uma pessoa dessa que ja demonstrou não ter as minimas condiçoes de viver em sociedade está ai,e continua a praticar delitos e a aterrorizar a sociedade; A justiça tem que tomar alguma providencia.

Anônimo disse...

como se fosse uma novidade que esse individuo fosse pego ruobando. apesar do bom trabalho da policia se não forem tomadas medidas emergênciais vai ocorrer algo pior ja que esse malandro esta andando armado agora. porque não punilo novamente?sendo q uma culpada que tbm deve ser punida é a mãe dele que toda a população sabe que ela é a culpada. dai não adianta punir so o adolescente e sim a sua mãe que é a verdadeira marginal. mais uma vez parabéns pelo trabalho desenvolvido e espero que o mesmo continue principalmente nestes dias.

Victor Fernandes disse...

Sou estudante de Engenharia civil, e minha opnião sobre esse caso é fazer programas sociais voltado a oculpar individuos dessa categoria, onde possa trabalhar seu psicologico e seu bem estar diante da familia e sociedade, assim como esporte,cultura e lazer.

Anônimo disse...

Eu sou estudante do 9° período de direito, da cidade de Felipe Guerra...

Sobre o caso eu sei que é frustrante para os policiais que têem todo o trabalho de tirar criminosos de circulação e por força da lei, derrepente ver quase imediatamente esse criminoso estar a solta denovo para praticar novos delitos...eu como futuro operador do Direito tambem me sinto frustrado, mas é preciso entender que o que esta errado no Brasil não são suas leis mas sim a falta de condições para tornar possível a execução dessas leis señao esse menor ja estaria internado. É comum a polícia prender e presidiários serem soltos por não haver lugar nos presídios ou ficarem em delegacias q são apenas para presos temporários....mas enfim, acho q a população de Apodí espera que esse menor ifrator seja logo conduzido a um lugar adequado, onde ñ ofereça perigo!!!

Anônimo disse...

pq vcs nao falaram com o comselho tutelar para tomar as providecias pq vcs pegaran ele em uma residencia ai levaram para delegacia e soltaran ele de novo ai ele foi pego de novo em outra residecia foi do mesmo jeito assim ele vai roubar e nao vai da en nada tem que tomar as providecias

Anônimo disse...

sou universitário, acho que esse indivíduo deve ser encaminhado ao local adequado, pois a polícia tá cumprindo o dever dela, manter a ordem, em compesação percebo que a mãe é cúmplise dele. porque ñ punir ela também, desde que encaminhe ele ao devido responsável.
mas fica a interrogação a polícia, a quem cabe tomar providência? o conselho tutelar, o juizado de menor ou outro?

Anônimo disse...

A culpada disso tudo e a mae e o que sai para as farras e nao liga deixam os filhos solto ai ao Deus-dara quando comecar a serem punidos talvez comecem a pensar melhor antes de irem para as farras

mais ISSO nao acontece pq ????
ESSA E MINHA PERGUNTA ????!!!!!!!

Anônimo disse...

A MINHA OPINIAO É QUE A JUSTIÇA FAÇA O POSSIVEL PRA QUE LEVE ELE PRA ONDE LEVAM AS OUTRAS PESSOAS QUE SAO DE MENOR!!!

Blog Do Professor Làzaro Gama disse...

A justiça só vai fazer algo quando um pai de familia que estiver de cabeça quente, no momento que pegar esse cara dentro de sua residencia fizer justiça com as proprias mãos. Ate quando esse menino vai aterrorizar as familias apodienses? O que pode ser feito com esse menino? As leis devem ser mudadas para que pessoas como ele seja punida.

Enfermeiro disse...

Sou Enfermeiro. Este adolescente precisa ir para uma instituição. Ele comete estes delitos pq sabe que não pode ser preso. Ele diz isso na nossa cara, fazendo piadas.

Anônimo disse...

Primeiro que tudo, fico feliz em ver um trabalho excelente de vocês policiais,mas nesse caso é necessário que voces ajam de forma mais precisa pois se este menino não temer a vocês a quem ele vai temer? é como diz o comentário acima citado a mãe deve ser chamada atenção pois é a única que talvez possa dar um castigo não deixando ele sair de casa.Sou professora e catequista e por algumas vezes convidei o mesmo para fazer a primeira Eucaristia e estudar comigo , ele disse que isso nem pensar. É lamentável, vontade de ajudar eu tenho , mas como?

Anônimo disse...

esse terror estar voltando o cupado e as leis e pricipalmente a mae dele que incentiva ele amedrontar um populaçao um meleque deste fazendo medo a um sociedade, cada roubo que ele fizesse a justica desse um mes de cadeia ma mae dele e botasse ele pra trabalhar para da de comer a ele com certeza apopulaçao iria ter menosmedo dele. (sou um comerciante que pago impostos e deveres em dia, mais temho deste bandido .

Anônimo disse...

Eu acho que por ele ser de menor,não acho que ele deveria ficar solto e sim passar uns dias pela a delegacia,o que devemos fazer é uma lei para esse desocupado.Se castgassem de forma rígida ele se ageitava.Cadeia nele!

Anônimo disse...

Bom dia a todos, sou agente penitenciário lotado na Cadeia pública de Caraúbas.
Este problema dos menores infratores não é uma particulidade de Apodi, isso é um problema social que está presente na maioria dos municipios brasileiros.O surgimento da Lei nº 8069/90, ou simplesmente Estatuto da Criança e do Adolescente, trouxe grandes avanços para a responsabilidade dos menores, tentando aproximar-se da realidade social desfrutada pelo Brasil, que é das mais amargas face ao vertiginoso crescimento da marginalização de menores, portanto devemos reconhecer o importante papel do ECA na formação dos nossos menores.
Mais é preciso também perceber que o mesmo coloca a família como a grande orquestradora da marginalidade, colacando os pais como os grandes responsáveis pela ‘situação irregular’ de seus filhos , seja ela concebida como carência de meios indispensáveis à subsistência, abandono material e até mesmo a prática de infração penal. Dar-se a entender que a ECA (Estatuto da criança e adolescente) tira a responsabilidade do Estado em relação ao menor infrator, pois ele não aparece antes da infração, fazendo presente unicamente em seu poder de corrigir ou prender.
Portanto, menor é para ser tratado dentro da lei especifica, e essa lei existe que é o estatuto da Criança e do adolescente.

Anônimo disse...

Do meu ponto de vista acho que ele sabe muito bem o que esta fazendo...

Creio que a cadeia e uma boa surra deve ser um bom começo...

Esta claro que ele tem conhecimento sobre o que ele faz e deve ser punido!!!

obs: soltar um individou assim é incentiva-lo a cometer delitos!

Anônimo disse...

sou radialista. o brasil gasta tando indevidamente porque não tem caso como esse um local especial para um tratamento. gente temos que tratar isso como doença. falta apoio dos poderes federal, estadual e municipal. parabens capitão me equipe apodi fica muito feliza com as suas ações

Anônimo disse...

a minha opinião e que a justicia tinha que tem umas selas para meninos de menores pq se ele rouba e for solto ele vai roubar denovo pq saber que nao vai se prso por isso que nao existe justicia se fosse eu eu fazia uma sela pra meninos de menores pra ir preso pq se for assim todos os meninos vai ficar roubando as casa pq saber que nao vai preso
mais parabens pela sua parti CAPITÃO CAVALHO E SUA EQUIPE ai esta de parabens

bia disse...

parabens pelo trabalho detoda policiaem especial ao capitao carvalho tudo isso devemos a ele depois de sua boa vinda a Apodi mas eles nada podem fazer com esse moleque q caiu na marginalidade cedo e vai ficar assim por mais seu tres anos ate ficar de maior ou algue faser algo pior com ele

Anônimo disse...

Só tem um jeito, amarra uma pedra no pescoso dele e solta no meio da barragem se ele conseguir chegar ainda aqui é Apodi, pois ai nao tem mais psicologo, tratamento, o recuperção, cura, nao tem mais jeito. O pior é que roubar e ainda fica tirando onda com as pessoas.

Anônimo disse...

é infelizmente vcs fazem o trabalho de vcs mais a lei protege.é uma vergonha as leis do nosso pais.

IRANI BENICIO disse...

BOM DIA!
SOU ESTUDANTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UFRN.
ESTE É UM PROBLEMA QUE NÃO ESTÁ NO MENOR INFRATOR (VÍTIMA TAMBÉM), NEM NO PODER PÚBLICO QUE NÃO DIMINUI A MAIORIDADE PARA 16 ANOS OU PERMITE UMA CORREÇÃO MAIS SEVERA PARA O INDIVÍDUO. ESTE É UM PROBLEMA COLETIVO. ABRANGE DESDE O PODER PÚBLICO AOS GENITORES. É UM PROBLEMA DE CONDUTA.
NÃO ADIANTA COLOCÁ-LO EM UMA CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO, SE QUANDO ELE VOLTAR PARA O SEU "LAR" IRÁ ENCONTRAR AS MESMAS COISAS QUE O LEVARAM PARA ESSA VIDA.
É NECESSÁRI0 HAVER PROGRAMAS SOCIAIS SIM, MAS QUE ENGLOBEM DESDE A SUA VIVÊNCIA NA CASA DE RECUPERAÇÃO ATÉ A SUA FAMÍLIA.
UMA FAMÍLIA DESAJUSTADA É O ESTOPIM PARA UMA CONDUTA DESAJUSTADA. É LÓGICO QUE TODA REGRA HÁ EXCEÇÃO.
ESSE JOVEM É VÍTIMA DE TUDO O QUE LHE RODEIA, ATÉ DE SI MESMO.

Anônimo disse...

Existe sim, dentro da lei, o que fazer com essas crianças, menores infratores... O grande problema é que o governo, infelizmente, não cumpre o que está na lei.... As casas de correção para o menor infrator, existe ou não? As antigas FEBEM... O problema é que elas, quando há como enviar as crianças que cometeram delitos como o citado e outros até mais graves, para este lugar, eles não fazem o que deveriam fazer e ao contrário diplomam os menores em Bandidagem. Eles entram menor infrator e sai Bandido capaz de qualquer ação criminosa...

Anônimo disse...

Eu acho incrivel essa lei ele é de menor para ser preso mas para roubar nao é, os policias estão de parabéns pela agilida.mas so que ele nau tem mas jeito quando ele pega uma pessoa valente ai ele vai tira a conta errada..

eliane disse...

olá?primeiro quero parabenizar a 3ª cia de apodi.tenho 22 anos,sou filha de agricutor e agricutora rural com muito orgulho.bom o que tenho a dizer deste caso é que?

Não entro na seara da redução da maioridade penal, porque não convém, e porque estaria caindo no mesmo erro do Conselho Tutelar, no erro de focar apenas no remédio, e não na prevenção.A única forma de mudar isso é criando nossas crianças e jovens voltadas para o bem, para o correto. Algo difícil num mundo que celebra a perversão, o errado, que torce pela vilã na novela das oito, mas ainda assim, o caminho a ser seguido. Apesar de quase utópico, de muito distante, ainda confio na mudança, na melhoria. Espero não estar sozinho nessa.

Anônimo disse...

Anonimo disse...
Fico aterorizada, quando esse menor está solto nas ruas, temo que o mesmo entre em minha residencia. Será que durante o carnaval a policia pode deixar-lo preso? Por uma questão de segurança a população precisa dessa informação. Faço um apelo ao Capitão Carvalho em nome de todos os Apodienses, durante o carnaval deixe esse menor detido, até pra propria segurança dele. Deixo aqui meu apelo. PARABÈNS a todos que fazem parte do policiamento da nossa cidade.

arielsinho disse...

Sou SGT PM XAVIER, me sinto como um pedreiro que todos os dias levanta uma parede e no final da tarde o vento vem e derruba..........Até quando vou ter que prender o mesmo "BANDIDO" todos os dias???????? Por fim me sinto apesar de tudo, feliz, por saber que o trabalho da PM está sendo vista com BONS OLHOS pelo povo de de Apodi............

Anônimo disse...

O Brasil deveria adotar o sistema americano na policia, Tolerança Zero. Essa lei que protege o menor, na verdade está levando muitos menores para o mundo do clime por terem a liberdade e proteção de seus direitos.

Anônimo disse...

Bom dia!
Sou estudante de Psicologia e leitora assídua do blog e acredito que essa questão em lidar com menores infratores é uma questão muito complexa, tendo em vista que a sociedade de um modo geral fica no joguinho de empurra-empurra apontando "o culpado" e acaba um pouco ou totalmente se omitindo do seu dever de cidadão.
É revoltante ser roubado? É.
É frustrante viver com medo? É.
É inaceitável você está em sua residência e derrepente se vê sendo assaltado por um Menor infrator e nada poder fazer? É.
Esses sentimentos de revolta, medo, insegurança e de impunidade, todos nós sentimos. Mas, não podemos apenas apontá-lo como culpado e sentenciar a sua pena como um ser que é irregenerável, pois ele é uma construção social que ajudamos a construir, ele é o produto do seu meio. E não me venham perguntar porque outros adolescentes de sua idade que moram em Apodi não são iguais a ele!? Porque isso é uma questão óbvia, a nossa colaboração para sua construção social foi o da "negação", negamo-lhes um sorriso, quando criança, um abraço, uma ação qualquer que pudesse fazê-lo se sentir importante, e hoje pagamos o preço por nossa omissão e falta de compromisso com as nossas crianças, pois nos dizeres populares "se uma criança não tem a atenção, amor, educação, respeito e carinho de sua família, NÃO É PROBLEMA MEU! E agora a criança cresceu e tornou-se um problema, pois aparenta ser "UM MONSTRO" sem sentimentos, mas não por sua escolha. E agora pergunto-lhes: De quem é a culpa?

Anônimo disse...

Sou PM e trabalho em Apodi há vários anos, conheço esse rapaz, já prendi ele váia vezes... é como enxugar gelo!!!

Só Cristo pode resolver essa situação!!! Porque o resto (justiça, centro de recuperação, febem, projeto social) não resolve nada!!!

Se icom quem eu luto!!

Leonardo Maia - advogado disse...

Em que pese o bom trabalho da polícia militar de apodi, este adolescente encontra-se amparado pelo princípio da proteção integral. Encontra-se estatuido no ECA (estatuto da criança e adolescente)ele é tido como sujeito de direito. Isso representa que tem os mesmos direitos de um adulto mais um PLUS, nao é mais tido como objeto de proteção. Este menor precisa ser levada a sério pelo Estado ele já reincide em inúmeros atos infracionais.
A mãe deveria ser chamada a um ajustamento de conduta pelo MP/conselho tutelar. Há um rol no art. 112 do ECA no qual vejo dentre as medidas sócio-educativas que poderiam ser aplicadas a esse menor seria a prestação de serviço à comunidade. Onde mesmo com a aplicação da medida o jovem permanece junto a sociedade, à familia (direito fundamental do adolescente que é a convivencia comunitaria e familiar). Ou ainda, ser enquadrado na liberdade assistida na qual ele tera um acompanhamento; uma orientação; um auxílio que deverá ser realizado por um orientador. Essa medida tem um prazo m´nimo de 06(seis) meses e nao há referencia a prazo máximo. Talvez esta última seja a mais proveitosa, já que o orientador irá capacitar o adolescente acompanhando-o na sua profissonalização, na escola.Nao quero aqui ser tido como apanágio da má justiça, mas este jovem tem sido um grande problema em apodi.

Anônimo disse...

sou dona de casa e mae! e è uma pena q esse menino nao tenha familia q o ajude .a justiça tem q o ajudar e nao o condenar !talvez ele nunca tenha tido uma oportunidade na vida e assim e condenado a ser um bandido! as pessoas q nunca passaram por isso apenas o julgam e as oportunidades q a vida dara a ele sera q e um disperdiçio? eu creio q nao! e tenho fe q deus o ajudara! antes de julgar alguem tente ser essa pessoa apenas por um minuto! e veras o quanto e dificil ser julgado ou condenado!.

HCP disse...

Incrivel como todos apontam soluções rápidas e precisas. O que mim dizem se esse adolescente fosse seu irmão? primo? seu filho? É nessa hora que engolimos garganta abaixo o que dizemos ou falamos ou pensamos.
(O Individuo) Renatinho é o nome dele, é um garoto como outro qualquer, só que não teve a oportunidade de aprender o certo com sua família, e se viu abandonado nas ruas para aprender o que ela de melhor ensina, a sobreviver, ele busca aquilo que nõa teve e vai continuar buscando assim dessa maneira pois foi a unica que lhe ensinaram. Ele é mais uma vítima de nossa própria sociedade que exclue, exclusão essa que ocorre em todas as esferas de nossa comunidade.
Mas o principal problema que afeta esse garoto é a FAMÍLIA, tenho certeza que lhe faltou tudo: carinho, afeto, atenção, amigos, faltou tudo. Podemos colocar ele em qualquer centro de internamento de menores, mas ele só mudará se encontrar alguém que lhe der a mão, que ensine a viver respeitando os outros, a respeitar os espaços dos outros, a lutar para conseguir o que quiser e não roubar o que é dos outros, pois acho que foi isso que ensinaram e agora querem que ele seja crucificado pelos seus pecados. Acho que ainda há uma solução: TRABALHO, uma gualificação profissional para esse garoto seria o caminho da vida pra ele, seria colocar ele nos trilho do tempo e esperar o resultado no futuro, aprendir com meu avô, se a escola não conseguir formar o homem o trabalho conseguirá e ainda lhe dará o sustento para sua família. Em Apodi se gasta milhares de reais para realizar festa(carnaval) milhões para tentar fazer um professor prefeito e agora deputado, mas ninguém tem coragem de estender a mão para essa criança e dar uma oportunidade para trabalhar, sei que as leis não permitem, mas tenho certeza que o TRABALHO ajudará na formação dessa criança,e peço a todos que aqui deixam seus comentários que não trate essa criança como qualquer individuo fora da lei que existem por ai, vc estara contribuindo para que outros pense da mesma forma que vc e só contribuirá para que nada mude na vida dessa criança. O Proprio Jesus já nos tinha falado, Venham a mim a todas as crianças, pois é delas o reino dos Céus.

Anônimo disse...

vivo apavorada só em pensar que aqualquer molmento posso me deparar com este garoto dentro da minha casa, não posso ver uma janela aberta, pior, nem a rótulo estou deixando aberta(emagine no calor de Apodi), fico pensando que ele pode está olhando todos os movimentos, esperando a hora certa de atacar...me apavoro em saber que o mesmo já disse em alto tom que - em Apodi não tem casa segura, não tem casa que ele queira entrar e não entre!!! é ou não é apavorante...

Anônimo disse...

Nossa fico pensando se eu fosse estes policias... eu iri morrer de ódio, pois eu tenho ódioooo de fazer uma coisa e não ter nenhum resutado...

Parabéns aos policias militar e civis pelo o belo trabalho, apesar de não ter nenhum resutado.
por causa da nossa bela "justiça"

Anônimo disse...

sou tecnica em agropecuaria,
é uma vergonha está situação!!!
Um garoto amedrontando uma cidade...

Que a policia continue fazendo a parte dela( que esta de parabés)e que a justiça comece a fazer a sua parte.

Anônimo disse...

Sabem o que é bom nesse caso, que só faltam três anos para o adolescente em questão ser de maior...

Contador.

Anônimo disse...

Sou Educador social, gostaria de fazer o seguinte comentário:

Esse adolescente sofre de uma doença chamada "Cleptomania"

Um cleptomaníaco é um ladrão cujo desejo de roubar é de tal forma que ele não percebe... Parece claro que o cleptomaníaco não rouba de livre vontade...Aparentemente o cleptomaníaco é completamente normal não há um traço identificável fora do descontrole em si mesmo,ou seja,alguém que padece de cleptomania, que é um impulso mórbido que o leva a furtar. furta-se até coisas sem valor, apenas para satisfazer o "desejo". É uma doença e há tratamento psicológico.
É um transtorno caracterizado pela impossibilidade repetida de resistir aos impulsos de roubar objetos. Os objetos não são roubados por sua utilidade imediata ou seu valor monetário; o sujeito pode, ao contrário, querer descartá-los, dá-los ou acumulá-los. Este comportamento se acompanha habitualmente de um estado de tensão crescente antes do ato e de um sentimento de satisfação durante e imediatamente após sua realização. O roubo não é cometido para expressar raiva ou vingança e não é uma resposta ao delírio ou a alucinação.
Esquirol(estudioso do assunto) notou, em 1838, que o indivíduo frequentemente se esforça para evitar este comportamento, mas por sua natureza, isto é irresistível. Ele escreveu: "o controle voluntário é profundamente comprometido: o paciente é constrangido a executar atos que não são ditados nem por sua razão, nem por suas emoções. - atos que sua conciência desaprova, mas ele não se contém, e pratica.

Portanto, esse adolescente precisa urgente ser internado em uma instituição de recuperação, é um tratamento muito prolongado e deve ser feito por etapas, até ele se controlar.
O que não pode é ele ficar solto como está, porque vai continuar praticando assaltos.